domingo, 9 de setembro de 2007

Um feriado cívico na candangolândia...



Nesse feriado cívico o candango-casal recebeu visitas ilustres. Miriam, Fernandão, Biel e Ana juntaram-se aos intrépidos nessa seca sem dó. Entre passeios, esplanadas, palácios e incessantes quitutes, o grupo apadrinhou o Jequinha. Esse bólido encheu de transporte, de humor e muito estilo o fim de semana prolongado. Popular de nome, mas tolhido em sua liberdade por temporalidade, o bichinho respondeu à altura de sua experiência. Criado em tempos de AI-5 hoje ele dá asas à imaginação do ReJunte. Esses incríveis e sua máquina maravilhosa rodaram entre novos e modernos, mas que nem de perto aspiram tanta segurança que só 40 anos de experiência podem dar.



Dos tempos quase imemoriais, olhe quem vem lá. Faceiro que só. Das barbas do poder ele conheceu a ditadura e a redemocratização com simplicidade e singeleza flertando com o tempo que lhe foi irresistível.


7 comentários:

  1. vcs compraram essa fofura, é isso?? o ânimo foi tanto q isso nào ficou muito claro..... queremos fotos da parte INTERNAAAAA! bj

    ResponderExcluir
  2. Na próxima visita à capital, o Jeca (JEW) já estará mais imponente, com espelho zerado, limpador de para-brisa e sobrancelhas...aguardo as novas!
    Sugiro ainda um rádio de ondas curtas e que a faixa branca seja mantida no pneu.
    Logo, quem sabe, num próximo desfile de 7 de Setembro, nosso Presidente o convide para levar 6 Dragões da Independência? 3 atrás, 2 na frente e um no chiqueirinho!

    Bieljos

    ResponderExcluir
  3. De longe o fusquinha tá lindo, mas de perto (com foto ampliada) se percebe os tempos que ele já passou.
    Mas pera aí o que é aquela coisa laranja no estribo? Esta novidade não existia na época, muito mesnos fusquinhas de duas cores. Na época da ditadura ele era bem comportadinho e não se dava bandeira.
    Boa sorte com ele. Lembrando que o único carro zero que Ana e eu compramos foi um fusquinha ano 1972 que o Rê chegou a dirigir logo que tirou carta aos 18 anos.
    beijos

    ResponderExcluir
  4. melhorando o portugues: Na época da ditadura ele era bem comportadinho e não se dava este desfrute, não dava bandeira.

    ResponderExcluir
  5. Ele é mt fofo.
    Vamos dar uma volta?!
    Adorei a reliquia de vcs.
    Boa sorte!

    ResponderExcluir