quarta-feira, 4 de junho de 2008

Coisas de Brasília...

Como toda boa grávida que se preze, Juju vai ao banheiro a cada 5 minutos. Segundo os médicos, a retenção de líquidos, o crescimento da placenta e da(o) fofolete faz com que a bexiga seja esmagada num canto qualquer do barrigão.
Como era de se esperar, em um simples restaurante "à kilo" na Asa Sul, perguntou:
- Moça, tem toalete?
Ela, vestida com aquela touca branca e com um boné verde - marca do restaurante, olhou desconfiada e respondeu um pouco titubeante:
- Tem, não.
Desde que chegou por aqui, nunca entendeu esta resposta. "Oras, tem ou não tem?" Primeiro uma afirmação que nos causa felicidades por alguns milésimos de segundo; depois, a negativa. Derradeira.
Mesmo assim, resolvou insistir...
- E banheiro?
- Isso sim! É logo ali, ó - e apontou seu dedo em direção a um corredor

Um comentário: